(Im)Pulso


Liz Quintana

Enquanto tiver pulso ficarei com ele, pensou Ana. Tum, tum. Tum, tum. Tum, tum. As estações mostraram suas diferentes cores. Tum, tum. Tum, tum. O aspecto dele não mudou, Ana ficava olhando para sabe lá onde, tentando encontrar alguma mudança. Somente o corpo dela permanecia ali, com suas lembranças. Tum, tum. Não participou do nascimento do terceiro neto, nem foi ao casamento da sobrinha. Foi minguando, e quando ele finalmente acordou, soube que Ana havia partido para encontrá-lo.

voltar

Liz Quintana

E-mail: lizq.ilustra@gmail.com

Clique aqui para seguir esta escritora


Site desenvolvido pela Editora Metamorfose